Arquivo de etiquetas: Camilo Castelo-Branco

Machado de Assis e os portugueses

Mauro Rosso

[Machado de Assis – representante proeminente do movimento de ‘nacionalização literária’ brasileira – parece ter sido um dos poucos, senão o único, a valorizar a interação com a literatura portuguesa.]

Continue reading Machado de Assis e os portugueses

Anúncios

Uma discussão metafísica em boa prosa camiliana

Jorge Teixeira da Cunha

[Na economia da narrativa, resta a conformação com a tragédia de uma pessoa doente, tragédia sem catarse possível, seja pela terapia, seja pela fé religiosa. Nesta obra mais do que em outras, a nosso ver, Camilo eleva-se à qualidade de escritor metafísico.]

Continue reading Uma discussão metafísica em boa prosa camiliana

O cinema: memória de uma língua?

Elsa Cerqueira

[Transcorridos quase cento e vinte anos, desde que o fogo prometaico chegou a Portugal, por intermédio de Aurélio da Paz dos Reis, quando filmou em 1896 “A saída do pessoal operário da Fábrica Confiança”, na Rua Santa Catarina, Porto, considerado o primeiro filme da História do Cinema Português, há interrogações radicais que resistem e rejeitam o fechamento de respostas unilaterais, lineares e dogmáticas.
O presente artigo constitui a reabertura das fendas, do questionamento, não se instituindo como a farmacopeia miraculosa que as ultrapassará.]

Continue reading O cinema: memória de uma língua?